Estudantes de Saúde reforçaram a sua colaboração e apresentaram o Fórum Nacional de Estudantes de Saúde

No dia 28 de outubro de 2017, decorreu a cerimónia de apresentação do Fórum Nacional dos Estudantes (FNES), que teve lugar no auditório dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e na qual estiveram presentes a Associação Nacional de Estudantes de Medicina, a Associação Nacional de Estudantes de Nutrição, a Associação Nacional de Estudantes de Psicologia, a Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia, a Federação Académica de Medicina Veterinária e a Federação Nacional de Associações de Estudantes de Enfermagem, bem como a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e o Presidente dos SPMS.

Em primeiro lugar, a Professora Doutora Maria Fernanda Rollo - Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior- começou por congratular os membros das Associações participantes  pela realização desta iniciativa, destacando a coragem  demonstrada na conceção e defesa desta ideia e ainda todo o trabalho conjunto desenvolvido em prol das Ciências da Saúde. Não obstante, os avanços conseguidos na área da Educação, um em cada três estudantes no setor dos 20 anos não frequenta o  Ensino Superior, permanecendo também as desigualdades sociais e regionais, pelo que a convidada apelou a uma intervenção ativa e ao estímulo permanente dos estudantes  para darem continuidade  à sua formação. Por outro lado, destacou  o papel da comunidade académica enquanto parceira neste processo, que se caracteriza por uma ação persistente ao nível do empenho cívico, responsabilidades social e científica. Neste domínio, deixou a sugestão de alargar os programas de voluntariado realizados pelos futuros profissionais de saúde, para áreas com produção de conhecimento, nomeadamente, de ciência e cidadania, em que haja espaço para recolha de informação, dados científicos, com vista às “necessidades, desafios e preocupações” e de forma a ser possível dar uma resposta “mais justa, mais eficaz e com mais acuidade, com mais conhecimento e mais informada a esse nível”.  Concluiu o seu discurso com três tópicos que revelam dados preocupantes junto da comunidade estudantil e sobre os quais considera que os estudantes de Saúde devem atuar preferencialmente . Nomeadamente, ao nível da componente preventiva, quer das consequências futuras, tendo como foco os hábitos de consumos no ensino superior (drogas e álcool), a alimentação saudável e a prática de exercício físico. Neste último ponto, salientou e alertou para os níveis desastrosos de atividade física sustentados pela evidência de que o número de estudantes que realizam regularmente algum tipo de atividade física é inferior a 10%, registando-se, também, uma quebra drástica nesta prática na passagem do Ensino Secundário para o Ensino Superior. 

Seguidamente, e dando continuidade à Cerimónia, Diogo Silva, estudante de Medicina, explicou quais foram as maiores motivações para, há dois anos atrás, os membros das seis associações se juntarem com a ideia de criar um Fórum que facilitasse a comunicação entre os futuros profissionais de saúde. Unidas por este propósito, três gerações de dirigentes associativos trabalharam arduamente para hoje apresentarem este projeto promissor, com vista à implementação de  cuidados de saúde interprofissionais, interdisciplinares e baseados na colaboração. Desta forma, o doente sai mais satisfeito, assim como o profissional de saúde. Em paralelo, verifica-se uma maior eficiência do serviço, uma diminuição do erro clínico e, simultaneamente, uma maior abrangência científica. Diogo realçou que “a responsabilidade é transversal e deve ser partilhada”, começando, desde cedo, pelas escolas, que têm um papel fundamental na formação cívica e na perpetuação de vícios e mais tarde,  pelas universidades, defendendo sempre a promoção da discussão e da partilha de ideias entre as profissões.

Posteriormente, destacou a importância de as organizações profissionais, as Ordens, o Governo e os agentes decisores assumirem um papel mais focado e operacional ao nível da Saúde e ainda seguir o exemplo de profissionais que revelam ter boas práticas de saúde, sem receio de inovar, nem de ultrapassar as barreiras com que se defrontam. Com esta iniciativa, pretende-se que os estudantes estimulem as suas associações, deixem de atuar passivamente na sua atividade profissional e educação e partilhem a sua visão do futuro publicamente, numa prática interprofissional e centrada no doente. Além disso, todos eles, sem exceção, já no exercício da sua atividade profissional, deverão procurar sempre soluções, bem como suprimir as falhas que existem ao nível da Responsabilidade Social, Código Deontológico e Investigação. 

Maria Fernanda Rollo concluiu o seu discurso, evidenciando o propósito o papel que esta iniciativa assume hoje e no futuro, os seus envolventes e a mensagem que pretendem transmitir a toda a comunidade estudantil, dizendo que “este fórum é um exemplo dado pelos estudantes, de iniciativa e proatividade, em direção ao futuro que eles não querem deixar de construir.”

Manuel Talhinhas, Vice Presidente de Relações Externas da APEF, em jeito de conclusão, disse à REFlexus “Assinala-se hoje um dia muito importante. Acreditamos ser o início de algo que, a médio e longo prazo, reforçará em muito a Saúde de todos. A intercolaboração entre os profissionais de saúde não pode continuar a ser algo utópico ou difícil de concretizar, precisa de ser reforçada e a mensagem transmitida pelos estudantes é exatamente essa. Queremos, desde cedo, começar a criar sinergias que facilitem a comunicação entre os estudantes e, por conseguinte, entre os futuros profissionais”. Nesse sentido, Manuel reitera ainda que “a APEF enquanto membro do FNES irá encetar todos os esforços para que, em conjunto com as restantes associações e federações que o compõem, este possa atingir os seus desígnios e tornar os estudantes de saúde mais próximos.”

A Cerimónia de Oficialização do FNES terminou com a leitura da Carta de Princípios, que estabelece a missão do Fórum, seguida pela chamada dos presidentes das Associações ao palco para a assinatura do documento celebrado.

fnes.jpg
 Maria Fernanda Rolo, Secretária de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior

Maria Fernanda Rolo, Secretária de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior

 
 Convidados da Cerimónia

Convidados da Cerimónia

 Diogo Silva, estudante de Medicina

Diogo Silva, estudante de Medicina

 
 Henrique Martins, Presidente do Conselho de Administração da SPMS, EPE.

Henrique Martins, Presidente do Conselho de Administração da SPMS, EPE.

 
 Manuel Talhinhas, Vice-Presidente de Relações Externas da APEF

Manuel Talhinhas, Vice-Presidente de Relações Externas da APEF

 
 Assinatura do Memorando de Entendimento e Carta de Princípios

Assinatura do Memorando de Entendimento e Carta de Princípios

Texto produzido por: Catarina Gutierres e Manuel Talhinhas


Vídeo da Cerimónia de Apresentação


Galeria