A investigação científica assume-se como um dos pilares no desenvolvimento e inovação de novos medicamentos e tratamentos. Com uma formação translacional, o farmacêutico é um profissional que tem, por excelência, os conhecimentos que lhe permitem desenvolver as suas pesquisas na interface entre a biologia e a química. Neste sentido, apresenta-se como uma peça-chave na descoberta de novas moléculas, na exploração da sua interação com os sistemas vivos, no desenvolvimento de novas formas de veiculação de fármacos e na avaliação da sua eficácia, segurança e utilização.

Algumas das áreas de investigação que são exploradas pelo farmacêutico:

  • Biologia Molecular e Bioquímica
  • Microbiologia
  • Química Medicinal e Produtos Naturais
  • Tecnologia e Biotecnologia Farmacêuticas
  • Ciências Farmacológicas, Toxicologia e Farmacogenómica
  • Regulamentação e Farmacoepidemiologia

Cabe ao farmacêutico investigador procurar novas soluções de base científico-tecnológica para a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida, assegurando o máximo de qualidade, eficácia e segurança do medicamento para os seus utilizadores.