Centro Social da Taberna Seca

O Centro Social da Taberna Seca é um lar localizado na localidade da Taberna Seca, que acolhe cerca de 50 pessoas idosas e incapacitadas, do distrito de Castelo Branco.

 

A Direção da APEF deslocou-se no dia 19 de Novembro ao Centro Social, para promover uma tarde de convívio e animação. 


Banco Farmacêutico

O Banco Farmacêutico é um projeto da Associação para a Assistência Farmacêutica, que tem como principal missão apoiar a população mais carenciada através do fornecimento de medicamentos e produtos de saúde.

A APEF consciente do importante trabalho que o Banco Farmacêutico promove diariamente junto da comunidade portuguesa, decidiu organizar uma atividade cultural em que os lucros reverteriam a favor desta associação.

A Gala Solidária que decorreu no dia 21 de outubro na sede da Associação Nacional das Farmácias, para além de ter como objetivo angariar lucros para o Banco Farmacêutico, teve também o intuito de fortalecer relações com entidades parceiras e premiar e reconhecer esforços de alunos. O ambiente vivido nesta noite foi muito especial, principalmente pelo cariz social da Gala Solidária e pelo convívio entre várias personalidades do mundo farmacêutico e estudantes.

A APEF colaborou também no inicio do presente ano civil, na Jornada Anual de Recolha de Medicamentos, apoiando na logística da atividade e contando com jovens estudantes de Ciências Farmacêuticas em 5 cidades distintas: Vila Nova de Gaia, Porto, Coimbra, Lisboa e Setúbal. 


grao

O Grão

O Grão é um projeto de Voluntariado Internacional que nasceu em 2006. É dirigido a estudantes universitários e a jovens profissionais, com inspiração inaciana.

Os pilares que guiam o Grão são: o Serviço, a Comunidade, o Compromisso e a Espiritualidade.

Os objetivos d’O Grão focam-se em realizar missões em países Africanos de língua oficial portuguesa e colaborar com missões já existentes no local e que estejam ligadas a ordens religiosas católicas ou ONG's. Geralmente, cada missão tem a duração de 2 meses durante o verão

A preparação antes da missão ocorre de Novembro a Julho, através de formações regulares e fins-de-semana, voluntariado em Portugal e eventos de angariação de fundos 

+info:

Facebook: www.facebook.com/graovoluntariado

Website: www.ograo.com/


Leigos para o Desenvolvimento

Os Leigos para o Desenvolvimento são uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) com projetos de desenvolvimento em Angola, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Atuamos preferencialmente na área da dinamização e organização comunitária, educação e formação, empreendedorismo e empregabilidade, capacitação de agentes locais, promoção do voluntariado e pastoral.

A nossa atuação é feita através de jovens voluntários que permanecem no terreno pelo período mínimo de um ano, privilegiando a relação, o conhecimento local e a simplicidade de meios, sendo assim criada a possibilidade do autodesenvolvimento das comunidades. Para além do tempo de missão, dos projetos e serviços desenvolvidos os Leigos para o Desenvolvimento são, para os seus voluntários, uma “escola” de vivência intercultural, de respeito e valorização das diferentes culturas e de participação cívica.

Missão:
Os Leigos para o Desenvolvimento assumem como missão promover o desenvolvimento integral e integrado de pessoas e comunidades de países em desenvolvimento e de Portugal, com vista à sua capacitação e autonomização, através do testemunho e da intervenção preferencial de voluntários missionários qualificados.

+info:

Telefone: 21 75742 78
E-mail: geral@leigos.org
Website: www.leigos.org  
facebook: facebook.com/leigosparaodesenvolvimento  


Liga Portuguesa Contra o Cancro

A Liga Portuguesa Contra o Cancro assume-se como uma instituição de referência nacional no apoio aos doentes oncológicos e seus familiares, na promoção da saúde, na prevenção do cancro e no estímulo à formação e investigação em oncologia.

Para tal, prossegue os seguintes objetivos: divulgar informação sobre o cancro e promover a educação para a saúde, dando ênfase à prevenção; contribuir para o apoio social e para a humanização da assistência aos doentes oncológicos, em todas as fases da doença; cooperar com as instituições envolvidas na área da oncologia, nomeadamente, os Centros do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil e os Hospitais das Regiões Autónomas; estimular e apoiar a formação e a investigação em oncologia; estabelecer e manter relações com instituições congéneres, nacionais e estrangeiras; desenvolver estruturas para as prevenções primária e secundária, tratamento e reabilitação, isoladamente ou em colaboração com outras entidades; defender os direitos dos doentes e dos sobreviventes de cancro.

Em 1996, foi conferido à Liga o título de Membro Honorário da Ordem de Benemerência. Declarada como Instituição de Utilidade Pública desde 1985, mais recentemente, em 2006, viu-lhe ser conferido o título de Membro Honorário da Ordem Militar de Cristo pelo Presidente da República Portuguesa.

+info:

Facebook: www.facebook.com/ligacontracancro

Website: http://www.ligacontracancro.pt


Associação Portuguesa Leucemias e Linfomas

A Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas (APLL) “trata por tu” a saúde, apostando no bem-estar dos doentes com patologias malignas do sangue e dos seus familiares.

Graças à solidez de um projeto que se fortaleceu ao longo de 14 anos, ao dinamismo do grupo e à eficácia das ações desenvolvidas, a APLL tem dado um apoio incondicional aos doentes e familiares e escrito e reescrito a palavra esperança, enfrentando, muitas vezes, lutas desiguais, sem esmorecer.

É o princípio de entreajuda, a crença de que o esforço pessoal pode fazer a diferença que move todas as iniciativas que envolvem doentes, sobreviventes e voluntários. As ações projetam-se nas campanhas de divulgação e em artigos de opinião sobre as doenças malignas do sangue com o objetivo de enviar sinais de alerta e potenciar o diagnóstico precoce; revitalizam-se nos múltiplos eventos que a Associação dinamiza ao longo do ano, tais como o “Pedalar contra o Linfoma” (associado às comemorações do Dia Mundial Contra o Linfoma, cuja data é assinalada a 15 de setembro de cada ano) que transporta a mensagem inequívoca de que a ajuda tem que vir de todos os braços e que “muitos” nunca serão “demais”; sobressaem no suporte emocional que é dado por profissionais, por voluntários e por sobreviventes aos doentes recentes, apostando numa terapia de esclarecimento e conforto e, ainda, no apoio financeiro aos doentes mais carenciados.

Persistência e esperança são dois dos princípios que caracterizam uma ação multifacetada perseguindo os grandes objetivos de apoiar doentes e familiares; promover eventos (cumprindo o duplo objetivo de esclarecer e sensibilizar) e de envolver instituições afins numa política de parcerias, criando um maior impato na sociedade civil.

Lá diz o velho adágio “ A união faz a força” e é nesse entrelaçar de esforços, na conquista de sócios e beneméritos do público em geral que reside a esperança de conseguir o suporte económico para o desenvolvimento dos projetos agendados para 2015.

A APLL persegue, como seria espetável numa Associação com este cariz humanitário, o grande objetivo de congregar um maior número de doentes, tornando-os seus associados.

É no lema da atual direção da APLL “+ pelos doentes” que se esconde o espírito que mobiliza todos aqueles que acreditam que podem fazer a diferença.

+info:

E-mail: geral@apll.org

Telefone: 914349313 | 918281889

Website: www.apll.org
Facebook: facebook.com/apllassociacao


nariz.png

Operação Nariz Vermelho

A Operação Nariz Vermelho – Associação de Apoio à Criança (ONV) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, oficialmente constituída no dia 4 de Junho de 2002, que tem como missão levar alegria à criança hospitalizada, aos seus familiares e profissionais de saúde, através da arte e imagem do Doutor Palhaço, de forma regular e com uma equipa de profissionais com formação específica.

A nossa visão é ser uma instituição de referência, a nível nacional, do trabalho de artistas nos hospitais e a nossa estratégia passa por uma aposta na diferenciação através da profissionalização do trabalho do Doutor Palhaço.

Contamos com uma equipa de 22 Doutores Palhaços, artistas profissionais, com formação especializada no meio hospitalar e que trabalham em estreita colaboração com os profissionais de saúde, realizando atuações adaptadas a cada criança e a cada situação, garantindo visitas semanais, durante 45 semanas por ano, aos 13 hospitais abrangidos pelo programa.

Os beneficiários diretos são as crianças hospitalizadas, no entanto, os familiares e os profissionais de saúde também são alvo da nossa intervenção. Desde a sua constituição em 2002 a Operação Nariz Vermelho já visitou mais de 352.353 crianças hospitalizadas. No último ano de 2013, o projeto atendeu aproximadamente 40.573 crianças, 64.917 familiares e cerca de 22.940 profissionais de saúde, num total de 802 visitas, realizadas por duplas de Doutores Palhaços aos 13 hospitais do país que atualmente integram o programa de visitas

 +info:

E-mail: geral@narizvermelho.pt

Telefone: 213 618 256 / 915 781 666

Website: www.narizvermelho.pt
Facebook: facebook.com/NarizVermelho