Contacte-nos

A APEF tem a sua sede social na Rua António Cândido número 154, 4200-074 Porto.

Para nos contactar utilize o formulário à direita ou remeta a sua correspondência online para o seguinte e-mail: apef@apef.pt

Para mais informações, consulte a página Quem Somos.

Caso queira contactar um departamento/membro do executivo/outro Órgão Social em particular, consulte a página Órgãos Sociais.

Nome *
Nome

Rua António Cândido, 154
4200-074 Porto
Portugal

A Associação Portuguesa de Estudantes de Farmácia, adiante designada por APEF é uma associação sem fins lucrativos, representativa dos interesses dos Estudantes do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas (MICF), representados pelas suas Associações/Núcleos de Estudantes Membros efectivos da APEF.

Análises Toxicológicas

Perspetiva Histórica

A toxicologia é uma das áreas mais antigas do exercício farmacêutico a par com a farmacologia, estando alguns trabalhos relacionados com a preocupação da toxicidade dos fármacos documentadas no Papiro de Ebers (1500 a. C.).

Em Portugal, a história da Toxicologia Moderna teve início documentado no século XIX, no Laboratório Químico da Faculdade de Ciências de Coimbra, com o objetivo de ajudar a solucionar casos criminais.

 

A Profissão

A Toxicologia debruça-se sobre a análise e compreensão dos mecanismos de toxicidade dos xenobióticos com impacto a nível das ciências forenses, no estudo de novas substâncias ou na sua pesquisa, para além de estar ainda associada à área regulamentar por estabelecer os limites máximos admitidos para os compostos.

Atualmente em Portugal, dispomos de Institutos de Medicina Legal e Ciências Forenses, nos quais, o papel do farmacêutico tem grande relevância na ponte entre o saber químico e biológico para a pesquisa de substâncias.

 

Perspetivas Futuras e Desafios

Cabe ao farmacêutico toxicologista:

  • Manter-se atualizado acerca da regulamentação da área;

  • Fazer uma boa recolha de amostras e integrar o ambiente;

  • Complementar os estudos com Pós-Graduações para se especializar o mais possível.